Tingimento Natural

Desde tempos remotos folhas, raízes, cascas e flores são usadas para colorir tecidos. Existem muitas técnicas de tingimento a partir de uma infinidade de plantas tanto quanto os inúmeros povos e culturas. Esses saberes tradicionais, aprendidos de geração em geração, estão vivos até hoje em alguns países como Índia, Japão e Peru.

No Brasil existe uma abundância de plantas tintóreas e muitas delas também são medicinais. Mas, apesar de seu nome ser oriundo do pau-brasil, madeira que tinge de vermelho, esses saberes foram desaparecendo do país. Hoje há um movimento de resgate dessas tradições, que é muito importante não só pela questão da sustentabilidade mas também para o fortalecimento de nossas raízes em nossa própria terra. 

Para saber mais acesse o site   www.fernandamascarenhas.com